Faça parte da nossa lista de e-mails e nunca perca as novidades do nosso site.

Please reload

OZONIOTERAPIA

Você está aqui: Para Farmacêutico > As Práticas Integrativas > Ozonioterapia
Ozonioterapia11_edited2.jpg
Imagem meramente ilustrativa

EFEITOS BIOQUÍMICOS E FISIOLÓGICOS DA OZONIOTERAPIA

    Efeitos bioquímicos
 

Os efeitos bioquímicos do ozônio no corpo humano são:

  • Aceleração do uso de glicose pelas células;

  • Intervenção no metabolismo proteico, graças à sua afinidade com o grupo sulfidrila;

  • Reação direta com ácidos graxos insaturados que são transformados em compostos solúveis em água;

  • Modulação do estresse oxidativo através da regulação da descarga de enzimas antioxidantes naturais;

  • Modulação de enzimas e citocinas de inflamação.

 


    Efeitos fisiológicos


Os efeitos fisiológicos do ozônio no corpo humano são:
 

  • Ação direta, na aplicação local, do tipo desinfetante e trófico;

  • Efeito antibacteriano e antiviral sistêmico devido à formação discreta de peróxidos;

  • Modulação do sistema imunológico;

  • Maior flexibilidade dos glóbulos vermelhos;

  • Maior produção, sempre no nível de glóbulos vermelhos, de 2-3 difosfoglicerato, responsável pela liberação de O2 nos tecidos;

  • Melhoria da microcirculação por ação vasorregulatória no endotélio.

Fonte

WFOT - World Federation of Ozone Therapy