Cursos e Treinamentos em Brasília, BH e São Paulo.

Assine a nossa Newsletter.

ACUPUNTURA

Você está aqui: Para Farmacêutico > Práticas Integrativas > Acupuntura
Acupuntura-49.jpg
Imagem meramente ilustrativa

HISTÓRIA DA ACUPUNTURA NO BRASIL

 

Antes de 1500: Registros históricos comprovam que os índios brasileiros já praticavam técnicas rudimentares muito semelhantes à Acupuntura, antes da chegada de Pedro Álvares Cabral, através da inserção de espinhos no corpo.
 
1812: Os Imigrantes chineses aportaram no Rio de Janeiro para cultivar a lavoura de chá e trouxeram também a Medicina Tradicional Chinesa.
 
1908: Os primeiros imigrantes japoneses introduziram sua Acupuntura no Brasil, vindos no navio Kassato Maru.
 
1958: Frederico Spaeth começou a ensinar Acupuntura aos médicos brasileiros e fundou a Sociedade Brasileira de Acupuntura e Medicina Oriental.
 
1961: Fundação do Instituto Brasileiro de Acupuntura (IBRA), primeira clínica institucional de Acupuntura do Brasil.
 
1963: A imigração oficial dos coreanos para o Brasil teve seu início em 1963, trazendo na bagagem um tipo de Acupuntura diferenciada.
 
1977: O Ministério do Trabalho, em convênio com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), definiu a profissão acupunturista sob o código nº 0-79.15 na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), por meio do Projeto BRA/70/550.
 
1980: Acontece o 1.º Curso de Auriculoterapia no Brasil.
 
1986: O Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) passou a habilitar os seus profissionais.
 
1989: Foi aprovado pelo Ministério do Trabalho o Sindicato de Profissionais de Acupuntura, Moxabustão, Do-In e Quiroprática do Estado de São Paulo.
 
1989: I Simpósio Brasileiro de Acupuntura Científica, realizado na Faculdade de Medicina da USP.
 
1992: A Universidade de Mogi das Cruzes começou a ministrar o primeiro curso de Acupuntura do país em nível de Pós-Graduação para todos os profissionais da área de saúde.
 
1995: O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) aprovou a prática de Terapias Naturais por profissionais de Enfermagem.
 
1999: Aprovado pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo a Lei nº 10.410/99, que institui a data 23 de março como DIA DO ACUPUNTURISTA.
 
2000: O CFF reconheceu a Acupuntura como especialidade farmacêutica com a publicação da Resolução nº 353 de 23 de agosto de 2000.
 
2009: O CFF definiu os aspectos técnicos do exercício da Acupuntura na Medicina Tradicional Chinesa como especialidade do farmacêutico com a publicação da Resolução nº 516 de 26 de novembro de 2009.

2013: MTE publicou a atualização da CBO, ocupação nº 2234-25 “Farmacêutico em Práticas Integrativas e Complementares”.


(Sinônimos): Farmacêutico acupunturista, Farmacêutico antroposófico, Farmacêutico em plantas medicinais e fitoterapia, Farmacêutico em termalismo social/crenoterapia, Farmacêutico fitoterapeuta, Farmacêutico homeopata.

2014: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publica a Resolução RDC nº 21, de 25 de abril, que dispõe sobre a fabricação e comercialização de produtos da Medicina Tradicional Chinesa.

2021: O CFF dispõe sobre as atribuições do farmacêutico nas práticas integrativas e complementares no âmbito da Medicina Tradicional Chinesa com a publicação da Resolução nº 710 de 30 de julho de 2021.

Fonte
Cartilha Acupuntura do Conselho Regional de Farmácia do estado de São Paulo.